Nossas vidas, nossos sonhos tem o mesmo valor!

Duvido que alguém que esteja lendo esse texto tenha se quer uma vaga ideia de quantos moradores de rua viu nessa semana! Não precisa se sentir o pior dos seres humanos por causa disso, acredite é normal. Depois de alguns anos morando em qualquer cidade grande como São Paulo, e frequentando o centro quase que diariamente você se habitua a ver, e com mais algum tempo deixa de reparar, um homem dormindo na calçada é quase tão imperceptível quanto um papel de bala que alguém jogou! Comigo não é diferente, só parei mesmo pra prestar atenção quando depois dessa terça-feira assisti na TV o programa A LIGA, da Bandeirantes! O apresentador Rafinha Bastos se passou por mendigo durante 24hs, e de tudo o que ele vivenciou o que mais me chamou atenção é como esse problema passa despercebido aos olhos da nossa sociedade. As pessoas se recusam ou se acostumam a ver cenas de moleques pedido dinheiro no farol, mães com os filhos nas calçadas, gente dormindo debaixo dos viadutos, ou fumando crack no centro. Mas não é por que alguém repara que isso faz dela uma pessoa que se importa, segundo relatos de alguns menores a policia já vem reparando neles há algum tempo. Mas, ao contrario de encaminhar os menores para abrigos, eles encaminho seus cassetetes aos punhos para agredir os menores.

Pensando nas causas para este tipo de “problema social”, se é que podemos chamar assim! Na grande maioria ao responder a reporte sobre qual era o motivo pra sair de casa, esta algum tipo de violência, seja de pais que batem nas mães, padrasto que fazem o mesmo, pais que batem nos filhos. Os menores preferem correr o risco das ruas, mas com liberdade para fazer o que bem entenderem a hora que quiserem, do que ver seus sonhos destruídos pelo sadismo dos adultos. Os abrigos nem sempre são uma boa solução, duvido que o sonho de uma criança consiga alçar voou com as políticas pedagógicas aplicadas dentro deles!

Com os adultos a coisa também vai muito mal, ninguém consegue arrumar um emprego sem endereço fixo, e hoje o que mais se valoriza não é a historia de vida do candidato, ou sua capacidade profissional. Mas, sim seu marketing pessoal, fica com a vaga aquele que se vendeu melhor! E quando se pergunta o que os levou as ruas, as resposta quase sempre estão ligadas a algum tipo de droga, seja o álcool, maconha, cocaína ou crack. Mas, pessoas que de repente por ironia de um destino ingrato se viram frente a uma vida que não os pertence, imagina da noite pro dia tudo o que lhe parecia estar normal some, e você acaba na rua, sem ter a quem recorre, sem saber como lidar com aquela situação!

Vejo os menores que moram na rua como vitimas de uma sociedade que faz descaso com aquilo que esta debaixo dos olhos pra quem quiser ver! E os adultos como infortunados de suas vidas, pessoas que por excessos ou falta de sorte, perderam suas vidas. E me vejo como um privilegiado, por mais que eu não tenha tido tudo o que eu quis, sempre tive tudo o que me foi necessário, e a vida me ensinou que meu sonho por maior que seja tem o mesmo valor do que o de qualquer outro ser!!!

Autor: @robsonpnx

About these ads

Sobre Robson Almeida

Baiano radicado em São Paulo, Paulistano de coração | Amigo | Diletante da Escrita | Efémero | Lascivo | Bucólico | Butequeiro | Blogueiro | Gente Diferenciada...

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s