“Teoria da Rivalidade”

No México, os antigos Maias costumavam se cumprimentar usando a expressão “In Lak ech”, que significa: “Eu sou um outro você”. Incorporei essa filosofia a minha vida, para que eu possa viver de uma forma mais harmoniosa com as outras pessoas, afinal o que você faz aos outros, você faz a si também. Como você ajuda aos outros, é como você está se ajudando. Quando você ajuda aos outros, é quando você se ajuda, nós estamos todos conectados debaixo do Sol, somos todos parte da mesma força cósmica que é Tudo o que Existe. Mas o que tem a rivalidade haver com isso? Calma ai que eu explico:

2723543402_4140376f6d_o

Um filosofo francês chamado René Girard desenvolveu a Teoria da Rivalidade. Para ele, quando o objeto de desejo é apropriável, a convergência dos desejos conflitantes em sua direção produz uma rivalidade mimética. Isso quer dizer que quando criticamos algo que não gostamos em uma pessoa, na verdade estamos criticando a nós mesmos! As mulheres sabem bem o que isso quer dizer, estão sempre reclamando das roupas e bundas, dos cabelos e amores, dos jeitos e trejeitos alheios, mas nunca estão satisfeitas com elas mesmas.

2722719235_6b54b7289c_o

 

Há quem diga que o que nos incomoda no outro é aquilo que gostaríamos de ser, ou ter aquilo que não conseguimos. As pessoas vêm em você defeitos que se referem a elas, numa prática inconsciente de transferência pura, muitas vezes eles encontram em você defeitos que talvez nem você saiba que tem!

2722719235_6b54b7289c_o

Pesquisar para escrever esse texto me conformou de tal forma em relação um determinado assunto. Um certo dia, um ex-colega de trabalho enviou ao meu chefe um e-mail reclamando do meu modo de tratar as pessoas, dizendo que eu era arrogante e estupido! O mais engraçado, é que esse mesmo sujeito também não é nenhum gentleman em matéria de sutileza, ele nunca foi considerado um homem, nunca se quer proferiu um bom dia com um sorriso no rosto, sempre teve mania de perseguição, encontrava em qualquer riso descontraído meu ou de meus outros colegas uma piada a seu respeito, como se o mundo girasse a seu redor. Sim, eu sei que tenho uma porção dos defeitos apontados por ele, isso é evidente pra mim, conheço meus pensamentos, me vejo, me escuto, sei que muitas vezes não consigo conter o rebuliço dentro do meu ser, e as vezes isso aparece nos meus atos, nos traços da minha personalidade, mas eu sempre me preocupei em melhorar isso! E ele, será que algum dia parou para se avaliar como pessoa!

Enfim, como me ensinou a sabedoria de botequim, quem desdenha quer comprar!

Autor: @robsonpnx
Imagens: Artistas Zupi

Anúncios

Sobre Robson Almeida

Baiano radicado em São Paulo, Paulistano de coração | Diletante da Escrita | Efémero | Lascivo | Bucólico | Butequeiro | Blogueiro | Meio Intelectual | Meio de Esquerda | Gente Diferenciada...

2 comentários sobre ““Teoria da Rivalidade”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s