Peta, enganação, falsidade, meia verdade, autoengano e outras variações da MENTIRA!

Não meu caro leitor, eu não vou confessar nesse post nenhum mentira que eu tenha contado. Por outro lado essa afirmação pode ser uma mentira!

Todos dizem que ela tem as pernas curtas, poucos assumem que falam, os políticos a usam desavergonhadamente, alguns metem com tanta fé que até acreditam na própria mentira, para as mães não adianta nem contar, nunca cola. Mas a pergunta que não quer calar: “de onde elas vem, o que leva uma pessoa a mentir?”.

Geralmente começa-se ainda criança e para alimentar o ego de algum adulto, sim é por influência nossa que as crianças começam a mentir. Coloque-se no lugar do uma criança de uns 3, 5 anos; é seu aniversario, você esta empolgado para receber os presentes, mas rola uma rixa entre sua tia preferida e sua madrinha, pra saber quem deu o melhor presente, ou de quem você gosta mais. A pobre criança fica sem saída, se vê de calças curtas querendo agradar a todos, e isso a leva a mentir pra ficar bem com todo mundo.

Apesar de frequentemente apontada como um dos piores males da humanidade, a mentira em certa medida é necessária para o bom funcionamento da sociedade, é o bem mais politizado que o ser humano usa pra viver em sociedade. Se analisarmos as diferentes graduações de mentiras que compõem o universo em que estamos metidos. Desde as mentirinhas bestas e inofensivas tão pequenas quanto o espirito de quem as profere. Quanto a dos nossos ilustres parlamentares que mentem na busca de manipular impressões alheias em beneficio próprio. Nos daremos conta de que não há neste mundo alguém que seja politicamente correto, que nunca tenha mentido e que não minta. Nos tornamos cada vez mais atores, construímos fabulas que nos permitem conviver com nossas fraquezas, omissões e desejos. Fala a verdade… A mentira, o mistério, o segredo… São mesmo intrigantes espelhos.

maycon181006

Quem se julga politicamente correto, também acredita que qualquer mentira desvirtua o caráter do ser, não a suporta por mais inofensiva que seja, e não deixam de ter sua razão. A quem viva tão bem com uma mentira por não suportar sua realidade que não consegue sair do personagem, e como já dizia o poeta: “Se a lenda for mais interessante que a realidade, imprima-se a lenda”. Essas pessoas repetem tantas vezes a mesma mentira que ela acaba se tornando uma falsa verdade, mas sem essas mentiras o personagem não existiria, e logo a lenda também não, não haveria interesse dos demais por esta pessoa, ela seria vazia. Isso a torna uma pessoa desvirtuada de caráter?

E por fim a vida na sociedade moderna, cercados por câmeras que nos vigiam em todos os lugares, onde não há mais privacidade. Sim, gênio, acorde para a realidade: a privacidade, que é a mãe do segredo morreu. E a cada dia as mentiras estão ficando com as pernas mais curtas, não é possível para alguém sustenta-las em tempos de redes sociais, GPS no celular e rastreadores de automóveis. Quem achar que esta enganando alguém deve tomar muito cuidado, pois pode ser você o enganado.

Para o futuro que nos aguarda não se engane: as mentira não acabaram nunca, mas o segredo já era.

Autor: @robsonpnx
Imagem: Maycon

Anúncios

Sobre Robson Almeida

Baiano radicado em São Paulo, Paulistano de coração | Diletante da Escrita | Efémero | Lascivo | Bucólico | Butequeiro | Blogueiro | Meio Intelectual | Meio de Esquerda | Gente Diferenciada...

2 comentários sobre “Peta, enganação, falsidade, meia verdade, autoengano e outras variações da MENTIRA!

  1. ODÉIO MENTIRA!!!

    É MELHOR A VERDADE FEIA, DO QUE A MENTIRA BONITA.

    Vício… insanidade… perturbação… bloqueio… devaneio dos sentidos
    Imaturidade…hexitação… conflito interior… fraqueza…medo?

    NA VERDADE É COVARDIA… Ausência de valores, necessidade de acreditar, no delírio imaginário que lhes serve de alimento.

    Uma enorme bola de neve que é a teia da mentira sem fim…………..

    1. “As mentiras subjetivas existem. Onde estão as verdades do séc. XX? Naufregaram todas. Mas, eu gosto disso. Os naufrágios são bons. Nossa época é importante porque é um naufrágio de ideologias, de conceitos, de verdades convecionais. Não vejo nisso o fim da civilização; acho que é um sinal de vida.” (Fellini)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s