Verdades policiais!

Este post reúne 3 pequenos contos reais sobre como a PM paulistana mudou a vida de pessoas comuns, que hoje não acreditam mais na suposta segurança dos samurais fardados! Antes de mais nada, meus parabéns a PM!

dmitry_ligay3

Alemão tinha uma locadora de vídeos no bairro Jardim Ibirapuera, um belo dia chegou para trabalhar e encontrou na porta de sua locadora um automóvel estacionado, abriu a locadora e iniciou seu dia normalmente. Um pouco mais tarde, saio para fumar um cigarro e se encostou no carro, uma viatura que passava na hora o abordou. Perguntaram de quem era o carro, ele disse que não sabia, estava parado ali desde que chegara para trabalhar, o PMs não acreditaram na historia. O carro era roubado e Alemão foi preso, para que confessasse o crime que não cometeu Alemão foi espancado e torturado. Foi mandado para o CDP enquanto aguardava o julgamento. Quando foi julgado, já era tarde, seu juízo não era mais o mesmo depois de tantas pancadas, hoje Alemão vive perambulando pelas ruas, alienado, mendigando.

Rodrigo trabalhava numa funilaria de autos no Jardim São Luiz, na volta pra casa parou no bar enfrente para tomar aquela gelada antes de entrar, um de seus vizinhos o chamou para buscar uma moto, que segundo ele havia sido aprendida com seu irmão que não tem habilitação. Rodrigo foi até a delegacia, apresentou sua carteira de motorista e foi encaminhado a uma sala. A moto que Rodrigo foi chamado para buscar havia sido usada em um assalto a um posto de gasolina na Guido Caloi, Rodrigo foi mandado para uma sala de reconhecimento e mesmo sem saber de nada foi reconhecido por uma frentista que trabalhava no posto. Ela disse que não tinha certeza, mas para a policia, meia certeza é quase culpado, Rodrigo foi torturado e espancado, mas nada confessou, esta a mais de 3 anos no CDP aguardando julgamento.

Eliseu estava em seu sofá assistindo filme, duas vizinhas conversavam em seu portão, uma viatura se aproximava na captura do namorado de uma dessas vizinhas, elas sairão correndo e entraram no quintal de Eliseu para se esconder. O tal namorado foi capturado, e a policia invadiu a casa de Eliseu para pegar também as meninas, entraram na casa de Eliseu, o tiraram de seu sofá e o levaram para onde estava os outros meliantes. Antes mesmo que Eliseu pudesse entender o por que de terem invadido sua casa, já estava deitado no chão ao lado dos demais sendo espancado. Foram levados a delegacia, junto com eles foram encaminhada algumas armas. A que competia a Eliseu nem mesmo era uma arma, uma pedaço de cano preto, com uma madeira presa a ele. O próprio delegado riu dos PMs quando apresentaram aquilo como arma. Eliseu foi dispensado, mas não pode prestar queixa pois os meliantes presos fizeram um acerto com os PMs, para serem liberados de alguma forma, e uma investigação da corregedoria poria tudo a perder!

Autor: @robsonpnx
Imagem: Dmitry Ligay

Anúncios

Sobre Robson Almeida

Baiano radicado em São Paulo, Paulistano de coração | Diletante da Escrita | Efémero | Lascivo | Bucólico | Butequeiro | Blogueiro | Meio Intelectual | Meio de Esquerda | Gente Diferenciada...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s