Amor de “Gangorra”

gangorra

Dois desequilibrados

Um sobe, o outro desce

O desencontro

Na opinião, no gosto, no rosto

A diferença é nítida

Você é bonita

E eu feio pra porra

Amor de Gangorra

Totalmente desnivelado

Onde isso vai parar?

Como vai ficar o puxado?

E na cama

Você vira de lado

Penso: não é pra dormir!

— Tô com sono porra!!!!

Amor de Gangorra

Sem equilíbrio algum

Ainda bem!

Sem os altos e baixos

Sem o sobe e desce

A brincadeira na gangorra

Não acontece.

Autor: Fabio Boca do DiQuintal

Anúncios

Sobre Fabio Boca

Fabio Duarte Gomes, o Boca, é um coringa paulistano entre inúmeras cartas e naipes nessa cidade cinza. Pensando, fazendo, escrevendo, sentindo, chorando, sorrindo, trampando e principalmente vivendo nesse caos urbano e suburbano em que acordamos todos os dias. Sem formação acadêmica, sem livro publicado, sem experiência, apenas escrevo e fotografo, com uma simples folha de caderno e um lápis; com uma simples câmera digital 7.2 mp. Os convido para entrar nesse mundo em que vivo e vejo, do meu ponto de vista.

Um comentário sobre “Amor de “Gangorra”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s