Arquivo da tag: Carta

Amor!?

Uma vez li um livro do Ivan Ângelo com esse titulo, o livro conta a historia de um coroa com o casamento fracassado que trai a mulher, mas não tem coragem de se separar. Tem um outro do Roberto Freire, chamado “Ame e de Vexame”, onde ele fala do amor anarquista, onde estar ao lado de alguém é algo deliciosamente desnecessário e ainda questiona o por que do amor. Enfim, coisas do amor que ninguém consegue entender. Arrumando minhas bagunças encontrei o texto abaixo, uma carta que escrevi num momento em que a sublimidade do amor me estava a flor da pele! Por que ela estaria em meio a uma bagunça numa caixa empoeirada? Coisas do amor, vai entender!

Kenny_random_1

Hoje é um dia muito especial pra mim, afinal o que sabia da vida pra me entregar a tal destino, confiar meu coração e deixar que meus sentidos fossem todos direcionados à você. Mas o não saber ou o medo da experiência nunca foram maiores que meu desejo de viver uma paixão como a nossa, desejo de sentir seu respirar próximo ao meu, de ver seu olhar buscar o meu, seu sorriso ao amanhecer, desejo de ter seus beijos, sua companhia e seu amor…

Dificilmente alguém além de você conseguiria despertar em mim um sentimento tão forte como o amor que sinto, amor este que só faz crescer… Peço aos céus que tal sentimento perdure pela eternidade, e se hoje nossos nomes já são sinônimos de amor e alegria, quando construirmos nossa tão sonhada família, viveremos nossa felicidade em toda sua plenitude!

Te amo muito, você continua sendo uma das melhores coisas que me aconteceu na vida, nossa promessa ainda esta viva e guardada no meu coração, e você sempre será a mulher mais linda, e deliciosamente gostosa que tive em meus braços…”

Autor: @robsonpnx
Imagem: Kenny Random

Rascunhos de uma carta de amor!!!

Eu sei que muita coisa ruim pode nos acontecer ao longo do caminho, mas nenhuma delas se compara ao desapegar de um amor. Relutei em publicar este texto, mas depois de toda a insistência do conselho de ética desse blog, eu o faço com prazer”…

Julliana5

O coração as vezes fica apertado como se estivesse numa caixa de fósforos, a cabeça quer liberdade e tudo que se consegue enxergar é um pequeno espaço limitado que nos sufoca! É difícil quando se tem medo do sentimento, a voz treme, gela as mãos, seca a boca, soa o rosto, ficamos vermelho, palpita o coração, e vem aquela sensação gostosa de borboletas no estomago, diante de tudo isso não sabemos o que fazer! Mas ha aqueles que seguem em frente, se ridicularizam, expõem-se frágil, leva rosas, compra chocolates, pronuncia palavras tontas numa dicção solene, se pega despercebido cantarolando a musica que antes lhe era careta e ridícula, não se suportava, e agora conta sua historia. Estes são sentimentos que nos causam angustia, nos fazem tremer e não correr frente o gigante, gigante quanto pessoa, que todos querem muito bem, que passa alegria no sorriso, conforto na voz, segurança no olhar…

É tudo acontece tão de repente, o amor chegou junto com sua presença, e hoje me vejo vivendo em dobro, invadido pelo aperfeiçoamento que não havia ainda, como uma soma daquilo que começa com que finda, a vida é a morte quando se beija, e com o beijo deixo a mostra minha alma, mais uma vez me expondo como um inocente. Os sonhos são compartilhado numa plenitude como se tivesse chegado a eternidade, o coração agora esta rebelde, chacoalha, chama, pede, quer independentemente, e resistir já não é uma opção, o corpo e a alma se entregam a intensidade do amor-paixão, num susto percebe-se docemente que agora existe um único sentido, uma resposta em nenhuma pergunta, tudo é seu…

Mas ninguém disse que viver tudo isso seria fácil!

Fácil é não querer saber, se manter distante como um personagem inanimado, beijar quem pouco te mexe, se jogar nos braços de uma desconhecida qualquer, como se fosse um antidoto ao sentimento verdadeiro, viver a generosidade da entrega sem compromisso!

Autor: @robsonpnx
Imagem: Julliana