Arquivo da tag: Musica

Santo Reis…

Hoje é o dia de Santo Reis♩♫♪♫♩♫♪♫

Hoje é o dia de Santo Reis… E assim cantou Tim Maia e muitos outros depois dele.

A festa de Reis é muito forte em todo o nordeste, lá a religiosidade transborda em varias comemorações, e a Folia de Reis só perde mesmo pro São João. Durante a Folia de Reis, grupos ritmados a percussão, sanfona e viola caipira saem visitando casa por casa saqueando tudo o que podem, comida, bebida, criação, e até mulheres se derem bobeira. Estes grupos são chamados Terno de Reis. Cada casa que os Ternos de Reis visitam, eles fazem uma apresentação com muita musica, dança e encenações com palhaços, e dançarinos. O grande barato desta festa é que ela é feita por gente humilde, quase sempre são todos da mesma família, ou vizinhos que se juntam. É tudo muito bem organizado, todos seguem e obedecem o Mestre da Folia e seguem com reverência os passos da bandeira, cantando musicas variadas, desde temas religiosos, até as típicas modas de viola do tempo do Ronca. É uma Folia gostosa, tradicionalíssima do nosso nordeste e de inquestionável beleza e riqueza cultural.

O ano só começa pro nordestino depois de hoje, que é quando as pessoas desmontam suas arvores de natal, fazem as últimas algazarras, os últimos festejos e se entregam ao ano que tá começando, quando a gente volta a rotina, esperando que o ano que chega seja melhor do que o que se foi.

E por falar em ano novo;

B6GmpOQIgAAknMp

O Ano novo tem cara de gente boa, mas não acredite nele. Acredite em você. Seja Feliz todo dia!

Autor: @robsonpnx
Citação: @poetasergiovaz

Tudo novo de novo…

A vida é surpreendente, e você se da conta disso quando se vê vivendo emoções novas que de tão bobas te fazem parecer criança, ou mesmo quando revive momentos que pareciam esquecidos, e que você jamais poderia imaginar viver novamente um dia! Ontem, eu senti de novo o maravilhoso gosto de brigadeiro com sorvete, que causa aquela sensação e te faz liberar endorfinas. Confesso, acho que eu peguei diabetes, mas foi um prazer que eu não sentia há muito tempo, e foi ainda melhor do que da primeira vez, porque ontem eu era esse Robson que sou hoje, com muito mais bagagem, com outra postura, mas a sensação, ah aquela sensação… É então que você percebe que é tudo novo de novo… Velhos sonhos, novas pessoas, e uma oportunidade nova de abraçar uma historia gostosa de viver, daquelas que te da borboletas no estomago só de imaginar. Haverão complicações, sim é claro, elas existem e estão no nosso caminho o tempo todo, mas somos nós que devemos escolher a melhor maneira de lidar com elas, de sobrepor cada uma no seu tempo, mas jamais parar diante de alguma e voltar, ou desistir. “Camminare” como dizem os italianos, porque só caminhando é que se chega a algum lugar.

Eu precisava vir aqui, porque tem coisas que só saem da gente por escrito, estava com saudades de escrever, de fazer essa terapia gratuita e sem contra indicações. Aproveito pra embalar a tarde de você com o som na Negra Li;

Autor: @robsonpnx

A Avassaladora do Horto!

Escrever sobre Valquíria é falar de seu corpo, daquela sua energia à flor da pele. Uma pele dourada, como só tem quem usa o corpo mesmo, ela tem aquela potência de quem pratica jiu-jitsu, energia que disfarça muito bem os seus trinta e poucos anos muito bem vividos. Seja ao sol, ao vento, numa fuga repentina pro litoral, na grama do campo de futebol, ou na balada dançando, ela sabe viver e vive. Parece quase imortal com aquela pele bronzeada, o olhar marrento, os seios suaves e o jeito despojado de caminhar. Por onde passa ela faz com que a circulação dos homens ganhe ritmo. Valquíria tem algo de inatingível, característico nas bombshells. Mas por trás dessa mulher avassaladora há uma personalidade de menina, frágil, emotiva, meio adolescente, que ela costuma disfarçar com a ajuda e fidelidade das amigas. E como toda mulher que sabe que é desejada e causa efeito por onde passa, ela é acostumada com as investidas dos homens, sempre resistiu, sempre resiste, é quase natural recusar convites seja pro que for.

Mas com Oliver foi um tanto diferente, até parece que ele sabia os caminhos pra mexer com os sentimentos dela. Ele tomou a iniciativa e depois recuou, o passo seguinte foi dela. É sempre assim, o homem pensa que sabe jogar mas, quem manda no jogo são elas. Ela fez acontecer o encontro de forma casual, e quando ele avançou o sinal ela resistiu. Como eu disse, por fora um mulherão mas, por dentro ainda uma adolescente.

O teu amor é uma mentira
Que a minha vaidade quer ♪♫♪♫

Oliver soube ser discreto, esperou, soube também usar suas armas para que Valquíria não fugisse, e ela foi se deixando levar, se envolvendo… Aos poucos aquela paixão tomou corpo, ou melhor, tomou conta daqueles corpos. Mesmo se mantendo distante, Oliver sabia cativar Valquíria quando estava perto, era seu dom, tratar de forma especial todas as mulheres com quem se envolvia.

O nosso amor a gente inventa
Pra se distrair ♪♫♪♫

Acontece que duas pessoas com personalidades marcantes, tão diferentes não se equilibram muito tempo lado a lado, cada qual com seus segredos, um com muitos silêncios, a outra com necessidade de quem lhe fale, lhe envolva, lhe cuide. Uma hora um acaba sugando o outro, foi quando a distancia começou a criar abismos entre eles, abismos que ela não se apercebia. Valquíria seguiu observando os silêncios de Oliver, decerto mais profundos dos que os segredos dela. E de algum modo, sem nenhuma justificativa, permaneceram assim, com encontros desencontrados, sem hora marcada, outra meia hora, ele dentro dela, e depois mais silêncios.

E quando acaba a gente pensa
Que ele nunca existiu ♪♫♪♫

Ela imersa no silêncio dele, tentando ler seus pensamentos depressa, antes que as palavras dele mudassem tudo que ela estava descobrindo por detrás daquele olhar de esfinge.

644401_467966289890622_1829155590_n

O abismo cresceu aumentando a distância que separava os dois, até que os SMS param de chegar, os lugares em comum não são mais frequentados por ambos, e a vida segue, cada um ao seu modo, cada um pro seu lado.

Te ver não é mais tão bacana
Quanto a semana passada ♪♫♪♫

Só que o que ninguém disse é que, quando duas vidas, dois seres de personalidades tão distintas fazem sexo como eles fizeram, a carne guarda o gosto do prazer, e tudo o que é guardado uma hora da um jeito de sair, é nessa hora que reencontros são inevitáveis.

Mas ficou tudo fora de lugar ♪♫♪♫

Mais um encontro, mais daquele amor inventado, e mais daquela paixão avassaladora extravasada na cama como só os dois sabem fazer. Depois os corpos exaustos de tanto prazer, e cada um pro seu canto, cada um no seu lugar, cada um na sua vida. E quando ela chegou em casa com o dia já clareando, se deitou e fechou os olhos, continuou visualizando a forma como os cantos da boca dele levantavam levemente sempre que ela dizia algo engraçado, ou a forma como as sobrancelhas dele se juntavam quando estava concentrado em uma atividade. Rolou na cama por um bom tempo, sem conseguir dormir, imaginando se, talvez, apenas talvez, ele também estaria acordado, pensando nela. Era como se dissesse, sem dizer; “eu sei que já faz tempo, mas ainda penso você”.

Você podia ao menos me contar
Uma história romântica ♪♫♪♫

Valquíria pode ser avassaladora por onde quer que passe mas, é sempre seu coração que paga o preço do corpo bonito. Oliver pode até parecer o príncipe encantado a primeira vista mas, de perto, ele é ainda pior que os outros, porque encanta antes de destruir. Algumas historias terminam assim mesmo, mal resolvidas. Acabam tendo reticências, e nunca um ponto final.

Autor: @robsonpnx