Arquivo da tag: sentimentos

Apenas palavras

Às vezes me perguntam por que eu parei de escrever e nem eu mesma sei ao certo responder. Talvez eu saiba dizer a razão pela qual um dia eu tenha escrito.

Eu acredito que tudo foi fruto de uma necessidade imensa de colocar pra fora. De tentar entender o que sinto desde 1986. Perdoem-me o egoísmo, na verdade sempre escrevi para mim. Pra me achar, pra fazer melhor, ou pelo menos tentar. A busca eterna por se achar.

Às vezes me perguntam também se eu estou preparada. Costumo dizer que não. Não estou, na verdade, acho que nunca estive para nada e em nenhum momento. Eu diria que minhas conquistas, meus fracassos, meus encontros e meus amores, tem origem na transpiração e não na preparação. Entregas, escolhas.

E a vida também mexe com a gente, nos obriga, nos chama, nos aproxima de lugares, de pessoas, de emoções e de experiências.

E quando a gente ama o que faz, tudo acontece.

Então, acho que ando amando atitudes, ao invés de palavras…

::

No play – Angels do The XX recomendo!

                

O que não sei dizer…

Os segundos em que hesitamos, em que fitamos o abismo e nossa boca, escancarada, não emite som algum, são justamente o tempo necessário para que transformemos pensamentos em palavras. E nem todo pensamento tem uma palavra feita pra ele.

Enquanto isso eu vou pulando em movimentos desastrados,misturando meu corpo com a noite e tentando ver o que há além do meu horizonte.

As vezes me perco, plantando provas pra me incriminar. Tudo pra estabelecer o meu estado natural.
Devo dizer que mesmo tendo apagado 25 velas, conhecido milhares de pessoas, pisado em algumas lajotas após desviar dos rejuntes ainda consigo ficar paralisada com certos acontecimentos.

Tudo se tem que agarrar, e tudo te faz fugir

Então tá…
Eu tenho medo de pessoas e de insetos voadores!

_____________________________________________________________

Foto por  Diane Sagnier

_____________________________________________________________

Intensidade

Eu te vejo
Percorro seu rosto em detalhes
sinto seu cheiro pela miléssima vez, ainda como se fosse
a primeira vez.

Eu te vejo
Te desejo
E penso: como pode meu corpo tão pequeno carregar um amor tão grande?

__________________________________________________________

A foto é daqui http://weheartit.com

Por: Helô.